Você sabe dar feedback?

É comum vermos e ouvirmos, a todo momento, gestores e funcionários falando sobre
feedback. A verdade, porém, é que, apesar de ser muito conhecido, o feedback ainda é um
problema quando colocado em prática.
Apesar de tantas teorias, técnicas ensinadas e estudos, a maioria das pessoas ainda enfrenta
uma grande dificuldade em dar um feedback para o outro, independente se ele for positivo ou
construtivo. Se liga nessas dicas super-fáceis que irão auxiliar você a falar a coisa certa no
momento certo, para nunca mais ter aquela insegurança ao expressar seu ponto de vista ou
percepção sobre alguém:

1. Quebre o gelo. Não tem muita intimidade e precisa falar? Comece pedindo à pessoa
que lhe dê um feedback antes, criando um lugar comum entre vocês no momento em
que admite seus próprios erros.
2. Não foque na pessoa, mas sim no problema. Faça um feedback construtivo,
descrevendo a situação, explicando o comportamento que gerou e o impacto daquilo.
Traga pontos de melhoria que encorajem a pessoa receptora do feedback. Caso seja
alguém muito desorganizada, registre apenas um fato em que esse defeito a
prejudicou, não explicite o que você percebe dela como um todo.
3. Comece pelos pontos positivos. Inicie sempre evidenciando as qualidades e, aos
poucos, diga a ela no que pode melhorar.
4. Atenção ao ambiente do feedback. Quando é algo negativo, preserve a privacidade da
pessoa. Todos têm o direito de errar e aprender com isso. O feedback positivo pode
ser dado em público, mas o construtivo deve ser privado apenas aos envolvidos.
5. Isso não é um debate. É apenas uma conversa em que você passa a sua percepção em
relação a alguém. Ninguém precisa ganhar, pois não é uma batalha!
6. Escute. Depois de dar o seu feedback, ouça o que a pessoa tem a dizer em relação a
isso. Tente entendê-la e compreender a situação.
7. Reconheça o seu erro. Caso você perceba que deu algum feedback da maneira errada,
reconheça. Assuma seu erro! Isso vai tonar a pessoa mais receptiva em um próximo
momento.
8. Certifique-se de que a pessoa entendeu. Após a conversa, pergunte quais conclusões
ela tirou disso, como percebeu e recebeu o seu feedback, e o que aprendeu com isso.
Assim você verá se o feedback foi realmente efetivo.
9. Como eu posso ajudá-la? Além de dar o feedback, você precisa estar disposto a ajudar
a pessoa que o recebeu. Caso perceba que o erro dela na verdade faz parte de alguma
dificuldade que tem, ofereça ajuda e auxilio na superação desse obstáculo que
enfrenta.

Email: contato@caduceujr.com.br

Telefone: (55) 99704-6608

Entenda o que é a Malha Fiscal e o que fazer perante à Receita Federal<< >>Imposto de Renda 2019: quem deve declarar

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.